Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Colheita brasileira cairá 5,95% em 2009, segundo IBGE

Rio de Janeiro, 8 jan (EFE).- O Brasil deve ter neste ano uma colheita de grãos de 137,3 milhões de toneladas, o que representa uma redução de 5,9% em relação a 2008, quando a safra foi de 145,8 milhões de toneladas, de acordo com o estadual Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

EFE |

A redução deve ocorrer mesmo com o aumento de 0,8% na área plantada, de acordo com o órgão.

Segundo a pesquisa, a colheita de 2008 superou em 9,5% a de 2007, batendo o recorde histórico do Brasil, graças principalmente ao aumento de 4,1% na área plantada, que alcançou 47,2 milhões de hectares - território que chegará, neste ano a 47,6 milhões de hectares.

A previsão para a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas em 2009, calculada com base nas informações recolhidas no campo em dezembro, é inferior à que tinha sido estimada há um mês (140,2 milhões de toneladas) pela piora das condições meteorológicas.

Apesar da redução frente à colheita recorde de 2008, a produção deste ano ainda superará a de 2007 (133,1 milhões de toneladas), sendo a segunda maior na história do país.

Mesmo assim, caso confirmada, dará fim ao ciclo de expansão que começou em 2005, quando Brasil recolheu 112,6 milhões de toneladas de grãos.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que divulgou hoje uma previsão muito próxima, considerou que o fator mais determinante para a redução da colheita este ano será o clima adverso.

Na região sul do país, uma das principais regiões produtoras, algumas áreas sofreram com seca e outras com excesso de chuvas, como as que castigaram Santa Catarina no final do ano passado.

O crescimento da área cultivada em 2009 se prevê principalmente para a primeira safra, em 14,6% das plantações em relação a 2008, assim como para o tabaco (2,5%), o arroz (0,8%), a cebola (2,2%) e a soja (0,4%).

Os produtos que mais perderão área plantada serão o algodão (13,6%), o amendoim (3,0%), o café (2,6%) e o milho de primeira safra (1,0%).

Em torno da produção, os cultivos cujas colheitas mais cairão este ano em relação a 2008 serão o algodão (15,1%), o amendoim de primeira safra (7,0%), o café (16,2%), o tabaco (4,3%), o milho de primeira safra (11,9%) e a soja (1,9%).

A produção de algodão cairá dos 4 milhões de toneladas do ano passado para 3,4 milhões este ano, segundo a previsão do IBGE, principalmente pela redução da área plantada, pelos altos custos de produção e pelas dificuldades de financiamento da colheita.

A soja, produto do que o Brasil é um dos maiores produtores e exportadores do mundo, continuará sendo o principal cultivo e responsável por cerca de 44% da colheita total nacional de grãos.

O Brasil deve colher neste ano 58,8 milhões de toneladas de soja, 1,9% a menos do que em 2008, em uma área plantada de 21,4 milhões de hectares, 0,4% inferior à do ano passado. EFE cm/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG