Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Colgate ganha 30% a menos no 1º trimestre devido a desvalorização do bolívar

Nova York, 29 abr (EFE).- A Colgate-Palmolive anunciou hoje que durante o primeiro trimestre do ano ganhou US$ 357 milhões (a 69 centavos por ação), o que supõe uma queda de 30% com relação ao mesmo período de 2009.

EFE |

Nova York, 29 abr (EFE).- A Colgate-Palmolive anunciou hoje que durante o primeiro trimestre do ano ganhou US$ 357 milhões (a 69 centavos por ação), o que supõe uma queda de 30% com relação ao mesmo período de 2009. A companhia atribuiu o efeito nas contas a desvalorização do bolívar venezuelano. A fabricante de produtos para a higiene bucal, cuidado pessoal e familiar conseguiu, no entanto, aumentar seu faturamento em 9,3% ao ano e chegou aos US$ 3,829 bilhões. A desvalorização de moeda da Venezuela no começo do ano fez com que a companhia tivesse que realizar ajustes contábeis e anotar em suas contas um custo extraordinário de US$ 271 milhões. Se não tivesse esse custo, a companhia teria ganhado US$ 628 milhões (1,21 dólares por ação), o que teria suposto uma melhora de 24% com relação ao primeiro trimestre de 2009. Dos US$ 3,829 bilhões ganhos pela companhia nos três primeiros meses do ano, US$ 1,006 bilhões procederam da América Latina, onde a empresa tem a maior parte de seus negócios. O faturamento nessa região aumentou 10,4% em um ano. No final de março, a Colgate calcula que controlava 44,4% da fração de mercado mundial de pastas de dentes, ligeiramente inferior aos 45,1% alcançados no fim de 2009, a percentagem mais alta de sua história. As ações desta companhia caíram hoje 0,15% na Bolsa de Nova York, onde se negociavam US$ 84,87 cada uma, pouco antes do meio pregão e onde subiram 3,3% neste ano, com o que acumulam um avanço de 42% nos últimos 12 meses. EFE mgl/pb

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG