O diretor de Infra-estrutura e Serviços da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Paulino Moreira da Silva Vicente, disse hoje que cinco navios estão na barra aguardando para atracar por causa da greve dos fiscais da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Iniciada na segunda-feira, a greve já causa atrasos nas operações do Porto de Santos.

"Há um prejuízo grande nas operações não só de granéis sólidos como de contêineres, os pátios acabam ficando lotados e, com os navios não podendo carregar granéis, nós temos superlotações de armazéns, prejudicando diretamente as exportações e importações brasileiras", afirma Vicente.

Segundo ele, o problema já foi levado ao conhecimento do ministro da Secretaria Especial de Portos (SEP), Pedro Brito. "A Codesp junto com a SEP já estão fazendo gestões em Brasília para solucionar o problema da greve o mais rápido possível", completa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.