Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Codefat: há recursos do FAT para outros setores

O presidente do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) e conselheiro da Força Sindical, Luiz Fernando Emediato, disse que há recursos do FAT para outros setores, a exemplo da linha especial de crédito de R$ 200 milhões liberada ontem para capital de giro das agências de carros usados. Não há problema em emprestar capital de giro para outros setores, disse Emediato, lembrando que a medida foi destinada a micro, pequenas e médias empresas.

Agência Estado |

Segundo ele, do total de R$ 158 bilhões do patrimônio do FAT, R$ 11 bilhões estão aplicados em títulos do Tesouro Nacional, e metade disso poderia ser usada para eventuais financiamentos. Emediato afirmou, no entanto, que não há nenhum pedido em estudo.

O presidente do Codefat lembrou que, de 2005 a 2007, o FAT investiu R$ 4 bilhões no programa Giro Setorial, que emprestava dinheiro para capital de giro. Segundo ele, o Conselho decidiu aprovar os recursos para as revendedoras porque as vendas no setor estavam paradas, o que poderia acarretar demissões.

O secretário geral da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Quintino Severo, que também integra o Codefat, disse que só aprovou os R$ 200 milhões para as revendedoras porque a liberação do dinheiro estava vinculada à manutenção de empregos. "Não acho que, nesse momento, o FAT tenha que abrir suas portas. O FAT não pode se transformar num fundo de amparo ao empresário", disse Severo, afirmando que o ideal teria sido incentivar o consumo e não o capital de giro.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG