Tamanho do texto

SÃO PAULO - Os três meses terminados em 2 de abril significaram para a Coca-Cola um lucro líquido consolidado de US$ 1,626 bilhão, alta de 20% em relação aos US$ 1,359 bilhão de período correspondente do ano passado. O lucro atribuível aos acionistas da empresa ficou em US$ 1,614 bilhão, também elevação de 20% ante os US$ 1,348 bilhão dos três meses até 3 de abril de 2009.

SÃO PAULO - Os três meses terminados em 2 de abril significaram para a Coca-Cola um lucro líquido consolidado de US$ 1,626 bilhão, alta de 20% em relação aos US$ 1,359 bilhão de período correspondente do ano passado. O lucro atribuível aos acionistas da empresa ficou em US$ 1,614 bilhão, também elevação de 20% ante os US$ 1,348 bilhão dos três meses até 3 de abril de 2009. As receitas operacionais líquidas subiram 5%, para US$ 7,525 bilhões, no comparativo com os US$ 7,169 bilhões do trimestre do calendário passado. As vendas na América Latina, especialmente no Brasil, impulsionaram o desempenho da Coca-Cola. Na Europa, o volume de vendas ficou estável, enquanto recuou na América do Norte. "Mais uma vez, estou satisfeito com os resultados do trimestre. Apesar de desafios esperados nas condições econômicas no mundo, continuamos a investir no nosso negócio e a construir a saúde de nossas marcas", avaliou o executivo-chefe da empresa, Muhtar Kent. (Juliana Cardoso | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.