Por Alison Leung e Fion Li HONG KONG (Reuters) - A Coca-Cola fechou acordo para comprar por 2,5 bilhões de dólares a fabricante chinesa de sucos Huiyuan, na maior aquisição de uma empresa chinesa por uma companhia estrangeira na história da China.

A Coca-Cola, cujas vendas nos Estados Unidos são estáveis mas crescentes mundo afora, domina o mercado de sucos na China e espera agora entrar com força no segmento de sucos naturais.

Grandes aquisições têm sido menos freqüentes na China nos últimos anos numa fragmentada indústria de consumo à medida em que empresas lidam com forte competição e redução nas margens.

Marcas locais são conhecidas ainda por resistirem ao controle de estrangeiros, afirmaram analistas.

A Huiyuan, na qual a francesa Danone detém mais de 20 por cento, controla 10,3 por cento do mercado de sucos que cresceu 15 por cento no ano passado, para 2 bilhões de dólares. A empresa é seguida de perto pela Coca-Cola, com 9,7 por cento do mercado.

'O acordo é uma grande surpresa para o mercado e a oferta é super generosa', afirmou Lawrence Chor, analista na Tai Fook Securities.

A Coca-Cola concordou em pagar 12,20 dólares de Hong Kong em dinheiro por ação da Huiyuan -- cerca de três vezes o preço de fechamento do papel na sexta-feira.

As ações da Huiyan, que tem 16 anos de presença no mercado, dispararam 160 por cento na quarta-feira, retomando os níveis de outubro de 2007.

Três acionistas, incluindo a Danone, que detinham 66 por cento combinados na Huiyuan, concordaram em vender suas participações, afirmou a Coca-Cola.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.