Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Coca-Cola é a marca mais valiosa pelo oitavo ano consecutivo

A gigante do software Microsoft perdeu posição para a IBM em 2008 na lista das 100 marcas mais valiosas do mundo, elaborado pela consultoria especializada em avaliação de marcas Interbrands. No topo do ranking, pelo oitavo ano consecutivo, está a Coca-Cola, cuja marca é avaliada em US$ 66,667 bilhões.

Agência Estado |

A IBM, em segundo lugar, vale US$ 59,031 bilhões e a Microsoft, que figurava na segunda posição no ano passado, passou à terceira colocação - a marca da empresa de Bill Gates vale US$ 59,007 bilhões.

"A diferença é sutil, mas mostra que a IBM acertou ao sair do negócio de PCs e se posicionar como uma empresa de soluções em informática. Ao mesmo tempo, a Microsoft passou por alguns contratempos, como a aposentadoria de Gates e os problemas com o Windows Vista, que influenciaram no valor de sua marca", diz Alejandro Pinedo, diretor-geral da Interbrands no Brasil.

A lista sugere ainda que as marcas ligadas às áreas de tecnologia e internet vêm ganhando destaque e galgando posições. O maior exemplo é o Google, décima posição no ranking, cuja marca hoje está avaliada em US$ 25,590 bilhões. Em três anos, a marca subiu dez posições, com crescimento de 107% - em 2006, valia US$ 12,4 bilhões. Além do Google, cujo valor da marca cresceu 43% nessa edição do ranking, as marcas que mais se valorizaram foram Apple (+24%), Amazon.com (+19%) e Zara (+15%).

As marcas que mais sofreram desvalorização foram Ford (-12%), Citi (-14%), Morgan Stanley (-16%), GAP (-20%) e Merrill Lynch (-21%). A forte presença de grupos financeiros entre as maiores quedas é um reflexo da atual crise do sistema financeiro americano. "Todos os grandes grupos financeiros perderam em valor de marca em 2008. Mas a marca forte costuma ser um ativo menos volátil para as empresas, um porto seguro", diz Pinedo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG