Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Coalizão de Governo aprova novo pacote conjuntural na Alemanha

Berlim, 13 jan (EFE).- Os partidos da grande coalizão de Governo na Alemanha alcançaram ontem à noite um acordo sobre as medidas que serão incluídas em seu segundo programa de apoio à conjuntura, que se centrará nos investimentos públicos e terá um montante de 50 bilhões de euros.

EFE |

A União Democrata-Cristã (CDU) e seu braço bávaro, a União Social-Cristã (CSU), por uma parte, e o Partido Social-Democrata (SPD), pelo outro lado, pactuaram um novo eixo de medidas de apoio conjuntural que contemplam também reduções fiscais e contribuições à segurança social.

Só o pacote de investimentos, do qual se beneficiarão especialmente os centros educativos com iniciativas para modernização, estabelece uma despesa de 18 bilhões de euros para os próximos dois anos.

As reduções fiscais para empresas e cidadãos aprovadas chegam a 9 bilhões de euros para o período compreendido entre 1º de julho de 2009 e finais de 2010.

Além disso, as empresas que precisam de liquidez poderão contar com créditos e avais do Estado que garantam seu funcionamento perante a crise econômica, uma espécie de proteção que pode atingir 100 bilhões de euros.

Os três partidos descartaram, no entanto, a possibilidade de que o Estado, como no caso dos bancos, assuma parte do capital das firmas em crise para garantir sua sobrevivência.

Ao término da reunião na Chancelaria federal, o líder do grupo parlamentar dos democrata-cristãos, Volker Kauder, afirmou que os três partidos alcançaram um bom resultado que permitirá proteger, em meio à crise, postos de trabalho e empresas. EFE jcb/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG