Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

CNI: intenção de investimento em 2009 cai para 82%

A Sondagem Especial, realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou que 82% das empresas pretendem investir em 2009. O porcentual é um pouco menor que o registrado na sondagem de 2008, quando 89% das empresas planejavam investir naquele ano.

Agência Estado |

Segundo a CNI, a natureza dos investimentos, no entanto, será diferente este ano. O principal objetivo apontado pelas empresas será a melhoria da qualidade dos produtos. Esse objetivo foi assinalado por 41% das empresas ouvidas. Aumentar a produção foi apontada por 40% das empresas, enquanto que, em 2008, esse quesito tinha 58% das respostas.

Segundo a CNI, a elevada folga na capacidade produtiva e as expectativas pessimistas quanto à demanda farão com que as empresas reduzam as compras de máquinas e equipamentos (bens de capital) em 2009 na comparação com ano anterior. Para 45% das empresas, haverá redução das compras; 41% manterão as compras; e 14,5% disseram que pretendem aumentar a aquisição de bens de capital este ano.

A sondagem revela também que a maior parte dos investimentos previstos para 2009 terá como objetivo atender a demanda interna. Segundo a pesquisa, 73% das empresas disseram que o foco dos investimentos será atender prioritariamente o mercado doméstico. Para apenas 3% a prioridade será o mercado externo. E 24% disseram que os investimentos devem atender igualmente aos dois mercados.

Segundo a CNI, a participação dos investimentos previstos para atender ao mercado externo está caindo desde 2005. Na pesquisa do ano passado, a estimativa era de 4,6% das empresas.

A CNI apurou também que, para 75% das empresas, a incerteza econômica é o principal risco aos investimentos previstos para 2009. Outras 43% assinalaram como fator de risco a reavaliação da demanda. A pesquisa ouviu 1.407 empresas entre os dias 5 e 26 de janeiro.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG