A sondagem da construção civil, realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que em maio o setor registrou o 4º mês consecutivo de crescimento

A sondagem da construção civil, realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que em maio o setor registrou o 4º mês consecutivo de crescimento. Com base em entrevistas a empresas do setor, a CNI calculou que o indicador de evolução do nível de atividade da construção subiu de 53,9 pontos em abril para 55,8 em maio. Pelos critérios da sondagem, pontuações superiores a 50 mostram evolução ou expectativa positiva, enquanto números inferiores a essa marca sinalizam retração ou expectativa negativa. A produção do setor está mais vigorosa do que o usual para o mês. Essa foi a conclusão do cálculo específico da CNI para o nível de atividade do mês em relação ao padrão para a mesma época do ano. Por esse critério, a nota para o mês de maio foi de 55,6, o que denota que o nível de atividade está acima do usual para o mês.

Os empresários do setor também estão mais otimistas sobre o futuro. Segundo a CNI, a perspectiva para os próximos seis meses ficou em 77,8 pontos, o que indica que deve ocorrer aumento da atividade. A confiança está se fortalecendo mais, principalmente entre os dirigentes das pequenas e médias empresas. Entre as construtoras de pequeno porte, a expectativa para os próximos seis meses subiu de 61,3 em maio para 64,2 em junho. Entre as médias empresas, o índice de expectativa aumentou de 66,1 para 68,8. Entre as grandes construtoras, o otimismo caiu de 71,3 em maio para 69,9 em junho, embora ainda continue alto. Para fazer a pesquisa, a CNI entrevistou 376 empresas, entre 31 de maio e 22 de junho de 2010.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.