Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

CNA volta a defender fim da tarifa ao glifosato chinês

Brasília, 5 - A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) voltou a defender hoje a eliminação da tarifa de importação aplicada sobre o glifosato importado da China. O glifosato é um insumo utilizado principalmente na fabricação de defensivos agrícolas.

Agência Estado |

A alíquota atual é de 2,9%, informou a CNA, que participou ontem de audiência pública para discutir o processo de antidumping sobre o produto.

As conclusões do encontro, realizado na sede do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, em Brasília, devem ser levadas à próxima reunião dos ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex), ainda sem data marcada.

Para a CNA, a eliminação da tarifa contribuiria para baixar o custo de produção em culturas como milho, soja, algodão, entre outras. A tarifa antidumping é aplicada desde 2003 e chegou a ser de 35,8%. Em fevereiro deste ano, a Camex aprovou a redução a alíquota para 11,7%, e em julho baixou para 2,9%.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG