Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

CNA: crédito de tradings para safra reduzirá R$ 25 bi

Brasília, 16 - A presidente da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), senadora Kátia Abreu (DEM-TO), disse hoje que o crédito disponibilizado por tradings para a safra agrícola 2009/10 deve ser R$ 25 bilhões menor. Em entrevista no Palácio do Planalto, onde se encontrou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Kátia Abreu disse que o setor e o governo estão elaborando um estudo para minimizar a restrição de crédito e buscar benefícios para os agricultores nas próximas duas safras.

Agência Estado |

A estimativa é que o estudo fique pronto em 120 dias. Participam da elaboração do trabalho a CNA, o Banco do Brasil (BB) e os ministérios da Fazenda e da Agricultura. Nas contas de Kátia Abreu, são precisos R$ 155 bilhões para produção de grãos, leite e carne no período de julho de 2009 a junho de 2010. Deste total, R$ 78 bilhões são apenas para a safra de grãos.

A senadora disse que são necessárias mudanças na questão tributária e na política agrícola para que o setor não fique apenas na dependência de rolagem de dívida. No entanto, ela avaliou que, para as próximas duas safras, o governo precisa rediscutir com os agricultores as dívidas. Kátia Abreu disse que só com uma nova política agrícola, o setor conseguirá uma "transparência".

"Estamos conversando com todos os segmentos. Queremos instrumentos mais reais e factíveis. Essa rolagem de dívida nos constrange muito. Não é isso que queremos para o setor", disse. "A sociedade enxerga nessa rolagem que o setor está tendo um alívio, mas, na verdade, é uma tormenta que não resolve."

Kátia Abreu disse, ainda, que é preciso mais crédito subsidiado para o setor, respeitando os porcentuais estabelecidos pela Organização Mundial do Comércio (OMC). Segundo ela, o presidente Lula quis saber o prazo para a apresentação do plano e teria concordado que é preciso dar garantias de crédito para as futuras safras.

'Gincana'

Ao final da entrevista, a presidente da CNA disse que o governo já gastou R$ 385 bilhões para reduzir os efeitos da crise financeira internacional na economia. Deste total, "apenas" R$ 14,8 bilhões foram para o setor da agricultura. "Não queremos fazer uma gincana e colocar o setor como o que mais precisa de recursos. Mas queremos o que for necessário para plantar", disse. Segundo a senadora, o setor rural representa um terço do Produto Interno Bruto (PIB) do País.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG