Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

CMN: produtores têm até 30/12 para contratar financiamento

Brasília, 26 - O Conselho Monetário Nacional (CMN) estabeleceu hoje a data limite para contratação da linha de crédito para refinanciamento das dívidas de investimento dos produtores rurais. O governo definiu que os produtores têm até 30/12/2008 para contratar o financiamento, linha que foi aprovada na semana passada, em reunião extraordinária do CMN.

Agência Estado |

Essa linha permite o refinanciamento de até 40% das parcelas de investimento que venceram no mês passado e que não foram pagas, especialmente no Centro-Oeste.

O CMN também esclareceu que para ser beneficiário da linha de crédito os bens ou projetos do financiamento devem estar localizados na região Centro-Oeste. O governo definiu que o financiamento terá amortização anual, com vencimento das prestações no dia 15 do mês no qual o produtor tiver maior receita da atividade. O conselho monetário também esclareceu que a linha está restrita aos programas de investimento agropecuários coordenados pelo Ministério da Agricultura e operacionalizados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), inclusive o Finame Agrícola Especial.

Leite - O CMN aprovou hoje Linha Especial de Crédito (LEC) para o leite, medida que é uma antiga reivindicação dos pecuaristas. O prazo de contratação da linha será até 30 de junho de 2009, com limite de financiamento de R$ 15 milhões. O governo informou que a medida tem o objetivo de garantir aos produtores o preço mínimo de garantia. Além disso, as agroindústrias e cooperativas poderão estocar leite.

Cooperativas - CMN decidiu elevar de R$ 35 milhões para até R$ 50 milhões por cooperativa o limite de crédito do Programa de Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Produção Agropecuária (Prodecoop). O valor poderá ser duplicado em casa de cooperativa central ou de investimento em outra unidade da federação. Para ampliar a oferta de crédito para o setor cooperativista, num momento de restrição por conta da crise financeira internacional, o CMN decidiu permitir o financiamento para capital de giro na safra 2008/09 de até R$ 10 milhões por cooperativa. O prazo máximo de reembolso será de 24 meses e o valor será deduzido do limite de crédito anual de cada cooperativa. O governo estima que poderão ser destinados até R$ 300 milhões para essa finalidade.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG