Em uma reunião extraordinária, o Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu aumentar a exigibilidade de aplicação em crédito rural de recursos captados pelos em depósitos à vista. A medida eleva de 25% para 30% o direcionamento dos recursos de depósitos à vista que serão emprestados para o financiamento agrícola.

Segundo explicação do Banco Central (BC), a medida vale a partir de 1º de novembro até 30 de junho de 2009 e vai adicionar R$ 4,5 bilhões ao crédito rural.

O Banco Central explicou que a medida que aumenta os recursos para o crédito rural está relacionada à redução do compulsório sobre depósitos à vista, que passou de 45% para 42%, liberando para os bancos R$ 3,6 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.