Tamanho do texto

A Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou hoje voto considerando como de interesse nacional o ingresso no País do Bank of China, instituição financeira estatal com sede em Pequim. Será o primeiro banco chinês a operar no Brasil e na América do Sul.

O Bank of China foi criado em 1912, opera em 26 países na Ásia, Europa, África e América do Norte. Em uma listagem internacional, chamada "Bankers", o Bank of China ocupa o 9º posto entre os 1.000 maiores bancos do mundo. O capital inicial do banco será de US$ 60 milhões. A instituição irá operar no Brasil com o nome de Banco da China Brasil S.A., um banco múltiplo, com carteiras comercial e de investimentos. Também poderá operar com câmbio.

Segundo o chefe do Departamento de Organização do Sistema Financeiro do Banco Central, Luiz Edson Feltrin, o Bank of China vai operar no Brasil com o objetivo de contribuir para a expansão do comércio bilateral Brasil-China, apoiando o financiamento das importações e exportações de empresas que atuam no comércio entre os dois países. A sede será em São Paulo.

O Bank of China pediu em agosto do ano passado para operar no Brasil. A análise foi concluída hoje, com o voto do CMN. O voto será encaminhado ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para que seja baixado um decreto autorizando o ingresso do Bank of China. Feltrin destacou a importância da entrada do primeiro banco chinês no Brasil. "É um grande banco, que está disposto a trazer capital para o País e contribuir para as linhas de crédito", afirmou.