Brasília, 30 - O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou hoje um voto que amplia de 30 de setembro para 14 de novembro o prazo para adesão ao processo de renegociação das dívidas rurais previsto na Lei 11.775, de 17 de setembro deste ano.

O prazo inicial para aderir à renegociação terminava hoje.

Para justificar a ampliação, o governo informou que muitos agricultores das regiões Norte e Nordeste ainda não manifestaram interesse em aderir ao processo de renegociação, o que pode comprometer a meta de equacionamento do endividamento do setor rural.

A prorrogação do prazo de adesão abrange operações de securitização, Pesa, Recoop, Funcafé, cacau, fundos constitucionais, Pronaf, Finame Agrícola Especial, Moderfrota, Prodecoop, Procera e crédito fundiário.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.