Tamanho do texto

Paris, 17 mar (EFE).- O Clube de Paris decidiu hoje perdoar a totalidade da dívida de US$ 441 milhões que o Afeganistão tinha com o grupo, que reúne os principais credores públicos, os quais por sua vez se comprometeram igualmente a renunciar aos US$ 585 milhões de dívidas bilaterais.

O perdão de 100% da dívida com o Clube de Paris e da totalidade daquela contraída com seus países-membros vem acompanhada do compromisso do Afeganistão de buscar um trato equivalente com o resto de seus credores estrangeiros, explicou a organização em comunicado.

Além disso, o Afeganistão assegurou que utilizará os fundos adicionais que obtiver pela redução de suas obrigações de reembolso para cumprir as metas que lhe foram fixadas nos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, definidos para reduzir a pobreza extrema.

No último dia 20, a dívida externa do Afeganistão somava US$ 2,014 bilhões, sendo que metade corresponde à dívida com os membros do Clube de Paris.

O grupo de credores elogiou a "determinação" do Afeganistão em "continuar aplicando uma estratégia global de redução da pobreza e um programa econômico ambicioso que favoreça um crescimento econômico sustentável e durável".

Participaram da reunião que decidiu o perdão da dívida o ministro das Finanças do Afeganistão, Omar Zakhilwai, e o vice-presidente do Clube de Paris, Rémy Rioux, além de representantes da Alemanha, Estados Unidos e Rússia. EFE ac/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.