Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Clima econômico na América Latina é o pior desde 1990, mostra pesquisa

RIO - O clima econômico na América Latina é o pior em quase 20 anos, conforme pesquisa do instituto alemão Ifo e Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador que mede esse quadro, o ICE, ficou em 2,9 pontos em janeiro, a menor marca da série iniciada em janeiro de 1990.

Valor Online |

No levantamento anterior, de outubro de 2008, o índice situou-se em 3,4 pontos.

Entre um estudo e outro, pioraram as avaliações referentes ao quadro presente e futuro. Em janeiro, o Índice da Situação Atual (ISA) registrou o menor desde outubro de 2002 ao encontrar-se em 3,4 pontos. O Índice de Expectativas (IE) marcou 2,3 pontos. Na pesquisa antecedente, ficaram em 4,2 pontos e 2,5 pontos, respectivamente.

"Em janeiro de 2009, a economia da América Latina mantém-se em fase declinante, sem mostrar, ao menos nos resultados agregados para a região, perspectivas de recuperação significativa no curto prazo", conforme o trabalho.

Entre as 11 principais economias latino-americanas, nove verificaram recuo no Índice de Clima Econômico entre outubro do ano passado e o primeiro mês deste calendário. No Brasil, o ICE foi de 5 pontos para 3,9 pontos. Na Argentina, passou de 3,2 pontos para 2,5 pontos. No caso do Chile, o indicador caiu para 3,8 pontos após situar-se em 4,1 pontos. O índice do México permaneceu em 2,3 pontos, o menor da série.

Vale notar que o ICE oscila entre 1 ponto (o máximo de insatisfação e pessimismo) e 9 pontos (máximo de satisfação e otimismo).

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG