Bruxelas, 1 out (EFE).- Os clientes do Dexia retiraram durante a semana 100 milhões de euros da entidade, segundo os números oferecidos hoje pela empresa aos sindicatos.

"É verdade que os clientes estão preocupados", disse à agência "Belga" um representante sindical, que disse que, "embora 100 milhões de euros pareça uma soma alta, na realidade não é".

Depois, a entidade emitiu um comunicado no qual ressalta que as quantias retiradas pelos clientes são "mínimas em comparação com o total de recursos confiados ao banco, tanto em contas à vista quanto em produtos de poupança e de investimento".

O Dexia afirma que é impossível saber se a retirada de fundos tem a ver com a incerteza causada pela crise financeira ou se responde à necessidade de recursos normal do fim de mês.

O banco franco-belga ressalta, em qualquer caso, que a situação em seus escritórios é "completamente normal, sem agitação especial nem movimentos excepcionais nas contas".

Na segunda-feira, o Dexia viu sua cotação da bolsa desabar quase 30%, em meio a rumores sobre sua situação financeira e a possibilidade de que ampliasse capital, e naquele mesmo dia os Governos da Bélgica, França e Luxemburgo decidiram injetar 6,4 bilhões de euros na entidade. EFE vl/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.