Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Clientes do Banco de Antígua se preocupam com caso Stanford

Castries, 18 fev (EFE).- Diversos clientes do Banco de Antígua, membro do Banco Internacional Stanford, parte de um suposto fundo de investimentos fraudulento, pediram hoje informação à entidade financeira sobre a situação de seus depósitos, informa hoje a imprensa de Antígua e Barbuda.

EFE |

A preocupação foi gerada pela acusação da Comissão da Bolsa de Valores dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) de que o magnata texano Robert Allen Stanford opera um fundo de investimentos fraudulento.

Stanford é acusado de enganar os investidores, a quem vendeu títulos a prazo fixo conhecidos como certificados de depósito com taxas de juros "improváveis e não justificadas".

Para fazer com que acreditassem no investimento, o Banco Internacional Stanford, com sede em Antígua, criou uma trama de mentiras, segundo a SEC.

Por meio deste suposto fundo fraudulento, o magnata americano captou US$ 8 bilhões com a promessa de alta rentabilidade.

Apesar de o Banco de Antígua não ser mencionado nas investigações realizadas pelas autoridades americanas, alguns moradores deste país caribenho exigiram ao banco um rápido esclarecimento da situação financeira, disse hoje a imprensa local.

Os diretores do banco tentam acalmar os clientes, e reiteram que seus depósitos estão seguros e que o banco continuará abrindo suas portas de acordo com o horário regular. EFE es/mh

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG