Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Claro recebe 30 mil iPhone 3G; Cox acredita que pode faltar produto

O presidente da Claro, João Cox, acredita que pode faltar iPhone 3G nesta fase de lançamento. A operadora recebeu 30 mil aparelhos para o anúncio oficial do produto no Brasil, mas Cox espera que novos lotes cheguem antes do Natal, período mais movimentado do ano para o comércio.

Agência Estado |

O executivo deu a entender que a próxima leva chega já no próximo mês.

Segundo ele, a Claro fechou com a Apple a compra de um lote "muito maior" para atender à demanda que espera ser "impressionante". Mas a fabricante norte-americana, diante da grande procura pelo terminal no mundo todo, acabou por reduzir as entregas às suas parceiras. "É de se esperar que falte aparelho nesta primeira etapa", afirmou. "Espero que a Apple já tenha regularizado a oferta deles para que possamos atender a procura de nossos clientes", complementou, evitando fazer projeções de vendas do telefone celular cobiçado por consumidores de todo o globo.

A julgar pelo número de pessoas que manifestaram interesse pelo iPhone da Claro, os 30 mil serão mais do que insuficientes. A Claro abriu em julho, no seu site, uma lista de interessados no modelo. Em menos de 15 dias, mais de 100 mil pessoas manifestaram interesse pelo iPhone. Cox não revela o número atualizado de cadastrados, mas diz que estas pessoas terão a primazia.

Por enquanto, o aparelho da Apple estará disponível em apenas 25 lojas próprias da Claro nas cidades de São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Goiânia, Recife, Fortaleza, Vitória, Belém, Manaus. As parcerias com lojas de varejo vêm numa segunda etapa.

As vendas do iPhone 3G pela Claro começam nesta sexta-feira. Os preços para o modelo de 8 gigabytes (GB) oscilarão entre R$ 1.000,00 e R$ 1.999,00, dependendo do plano de telefonia contratado. Os valores do aparelho com capacidade de armazenamento de 16 GB serão de R$ 1.300,00 a R$ 2.299,00 no Estado de São Paulo. Todos os celulares serão subsidiados.

Questionado sobre o porquê de os preços ficarem tão acima dos US$ 199,00 praticados nos Estados Unidos (equivalentes a R$ 360,00), mesmo com os subsídios "muito elevados", Cox citou a carga tributária do Brasil, especialmente o peso do ICMS e dos impostos sobre importação. "Acho um absurdo um celular pagar mais imposto que arma e munição. Até cachaça paga menos imposto que celular", comentou.

Ele falou, também, que a possibilidade de parcelar o produto em 24 vezes sem juros pelo cartão American Express foi o diferencial de sua estratégia. "Isso (dividir o iPhone em 24 prestações) eu não vi em lugar nenhum do mundo", destacou, sem explicar como foi feito o acordo com a operadora de cartão e se há algum compartilhamento de receitas em jogo.

Cox acredita que o iPhone incentivará o uso de serviços de dados, por se tratar de um aparelho de uso intuitivo e fácil interação. Porém, ele evitou associar o terminal a um recurso de fidelização da clientela em tempos de portabilidade numérica, recurso que permitirá a mudança de operadora sem alterar o número de telefone. "O que diferencia uma operadora é a qualidade dos serviços." Cox minimizou, desta vez, o uso do iPhone como arma para conquistar a liderança de mercado. "A distância (para a Vivo) foi provocada pela compra da Telemig. A gente não esta tão distante, não. A Claro é a que tem mais crescido em vendas", afirmou.

Na semana passada, Cox disse que o iPhone seria um dos pilares de sua
estratégia para liderar o mercado e tirar a Vivo da primeira posição. Em agosto, a Claro subiu uma posição no ranking de telefonia móvel, ficando com uma diferença de 5,7 mil clientes para a TIM. Ambas têm 25,09% de
participação de mercado, conforme ranking da Agência Nacional de
Telecomunicações (Anatel). A Vivo, que convocou para as 23h de hoje coletiva de imprensa para anunciar o iPhone, continua na dianteira, com 30,12% dos clientes.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG