Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Citigroup tem prejuízo de US$2,5 bi no 2o tri, mas agrada

NOVA YORK - O Citigroup, maior bancos dos Estados Unidos, registrou um prejuízo menor do que o esperado no segundo trimestre, de US$ 2,5 bilhões, apesar dos bilhões de dólares em baixas contábeis e perdas com crédito ligadas à deterioração do mercado de capitais e ao desaquecimento econômico. O prejuízo líquido total do trimestre foi equivalente a perdas de US$ 0,54 por ação, contra lucro de US$ 6,23 bilhões, ou US$ 1,24 por ação, no mesmo período do ano passado.

Reuters |

 

As perdas com operações contínuas foi de US$ 2,22 bilhões, ou US$ 0,49 por ação, enquanto a receita caiu 29%, para US$ 18,65 bilhões.

Analistas esperavam, em média, prejuízo de US$ 0,67 por ação e receita de US$ 17,44 bilhões, segundo a Reuters Estimates.

As ações do banco subiam 4,4%, para US$ 18,74, antes da abertura do mercado.

O Citi amargou baixas contábeis de US$ 7,2 bilhões, incluindo US$ 3,5 bilhões por exposições relacionadas às hipotecas de alto risco e US$ 2,4 bilhões relacionadas à seguradora de títulos.

O Citi afirmou ainda que aumentou seus custos com crédito em US$ 4,5 bilhões, basicamente ligados às suas operações bancárias destinadas aos consumidores americanos e sua unidade mundial de cartões de crédito.

O presidente-executivo da instituição, Vikram Pandit, está tentando se concentrar em negócios mais fortes e reduzir a exposição aos ativos de risco depois de anos de baixos investimentos e gerenciamento de risco que deixaram o Citi no olho da crise global dos mercados de crédito.

O banco afirmou ainda que eliminou 6 mil empregos durante o trimestre, e cerca de 11 mil funcionários no primeiro semestre.

Até quinta-feira, as ações do grupo acumulavam queda de 39% no ano.

(Reportagem de Jonathan Stempel)

Leia mais sobre lucros 

Leia tudo sobre: lucro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG