Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Circuit City, varejista de eletrônicos dos EUA, pede concordata

A rede varejista de produtos eletrônicos Circuit City pediu concordata (Chapter 11), mas anunciou que pretende continuar funcionando enquanto os diretores da companhia desenvolvem e executam um plano de reestruturação, de acordo com um comunicado.

Agência Estado |

A Circuit City divulgou que possui dívidas com mais de 100 mil credores, a maior delas com a Hewlett-Packard, no valor de US$ 118,8 milhões.

A empresa listou ativos equivalentes a US$ 3,4 bilhões e dívidas totais de US$ 2,3 bilhões. Cerca de 168 milhões de ações ordinárias estão nas mãos de 4.463 acionistas, de acordo com um documento arquivado no Tribunal de Falências dos EUA.

O vice-presidente do conselho da Circuit City, James A. Marcum, disse em um comunicado que "a decisão de reestruturar a empresa por meio de um pedido de concordata deve nos oferecer uma oportunidade para fortalecer nosso balanço, criar uma estrutura de gastos mais eficiente e posicionar a companhia para que possa competir de forma mais efetiva". "Nossas lojas continuarão operacionais", acrescentou. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: concordata empresa eua crise

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG