Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Cinco municípios responderam por 23,86% do PIB brasileiro em 2006

RIO DE JANEIRO - Cinco municípios responderam por 23,86% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2006, conforme dados divulgados nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A maior fatia ficou com São Paulo, que respondeu por 11,94%, seguido por Rio de Janeiro, com 5,40%; Brasília, com 3,78%; Belo Horizonte, com 1,38%; e Curitiba, com 1,36%.

Valor Online |

"A pesquisa mostra que permanece grande a concentração do PIB. O país tem 5.564 municípios e apenas 45 produzem metade da riqueza do país", frisou Sheila Zani, coordenadora do Produto Interno Bruto dos Municípios.

A técnica do IBGE destacou ainda que mais de 1.000 dos 1.359 municípios que juntos respondiam em 2006 por apenas 1% do PIB brasileiro se mantêm nesta faixa desde o início da pesquisa, em 2002.

No Brasil, os 10% dos municípios com maiores PIBs geram 24,4 vezes mais renda que os 50% mais pobres. A região onde a concentração é maior é o Sudeste, onde a relação chega a 39 vezes. A menor concentração é no Nordeste, onde os 10% mais ricos geram 12,4 vezes mais renda que os 50% mais pobres, seguido e o Norte, com 13 vezes; o Sul, com 13,1 vezes e o Centro-Oeste, com 21,4 vezes.

Sheila explica que a existência de São Paulo e Rio de Janeiro, os dois maiores PIBs do país, não é a principal responsável pela concentração da renda entre os municípios mais ricos no Sudeste, embora contribua para aumentar a disparidade. A relação entre os 10% mais ricos e os 50% mais pobres excluindo-se Rio e São Paulo da conta mostra uma geração de riqueza 25 vezes maior nos municípios mais ricos, resultado superior à média nacional.

Leia tudo sobre: pib

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG