Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

CICB: exportações de couro movimentaram US$ 1,68 bilhão até outubro

São Paulo, 18 - As exportações brasileiras de couros movimentaram US$ 1,68 bilhão de janeiro a outubro deste ano, registrando queda de 8% em relação ao acumulado em igual período do ano passado, segundo dados elaborados pelo Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB), com base no balanço da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Segundo o CICB, caso a média mensal se mantenha, as vendas externas de couros em 2008 devem alcançar US$ 2 bilhões e ficar US$ 500 milhões abaixo das expectativas iniciais.

Agência Estado |

Em relação aos couros bovinos, as exportações registraram US$ 1,65 bilhão, decréscimo de 8,1 % nos dez meses deste ano.

"A indústria brasileira do couro continua extremamente preocupada com a queda das exportações, tanto em receita quanto em volume, fruto do longo período do câmbio apreciado, além dos já conhecidos obstáculos do Custo Brasil (altas taxas de juros, excessiva burocracia, precariedade do sistema de infra-estrutura etc.), agravada pela crise internacional", adverte o presidente do CICB, Luiz Bittencourt.

Ele afirmou que CICB vem pleiteando junto ao governo recursos do Revitaliza (programa do Governo Federal que concede linhas especiais de financiamento a capital de giro, investimento e exportação). "A vinculação do capital de giro aos investimentos futuros transforma esse importante programa em matéria para 'inglês ver'. O que os setores produtivos precisam, nessa época de incertezas e de crédito escasso, é de capital de giro", defende Bittencourt.

Crédito

Entre outras medidas, a entidade também propõe a imediata agilização na restituição de créditos federais e estaduais retidos em operações de exportação; a criação de linhas de crédito para capital de giro puro; a desoneração da produção e, naturalmente, a adoção de uma política cambial que não comprometa ainda mais o desempenho do comércio exterior.

No mês de outubro, os principais destinos do couro brasileiro foram a China e Hong Kong, ambos com US$ 537,5 milhões (32% de participação); Itália, com US$ 453,4 milhões (26,9% de participação); e Estados Unidos, US$ 153,1 milhões (9,1%). No período, o Vietnã foi o mercado que mais cresceu (96%), somando US$ 80 milhões.

Os demais países que adquiriram o produto nacional foram: a Indonésia comprou US$ 59,1 milhões do produto nacional (incremento de 15%), Alemanha, que aumentou suas compras em 44%, importando US$ 35 milhões, enquanto o México adquiriu US$ 40,7 milhões, representando crescimento de 26%, e a Noruega, que importou US$ 24,6 milhões do couro brasileiro (aumento de 66%).

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG