A Chrysler Financial confirmou nesta quarta-feira que apresentou formalmente ao Departamento do Tesouro dos EUA uma segunda rodada de financiamento. A companhia, que fornece empréstimos automotivos para a montadora Chrysler, não revelou de quanto precisa, segundo a porta-voz, Amber Gowen.

Em janeiro, a Chrysler Financial recebeu US$ 1,5 bilhão em ajuda federal.

O executivo-chefe da Chrysler, Robert Nardelli, mencionou o pedido de mais recursos para o braço financeiro da companhia em uma entrevista à rede de televisão CNBC, na terça-feira. Nardelli não especificou o volume necessário para que a Chrysler Financial continue fornecendo empréstimos para ajudar os consumidores a comprar veículos. A financiadora opera independentemente da montadora, mas ambas são controladas pela empresa de private equity Cerberus Capital Management.

A Chrysler Financial usou o primeiro socorro financeiro recebido do governo para dar apoio a um programa de empréstimos sem juros da Chrysler e para outros incentivos que tinham como objetivo estimular a compra de veículos novos, em meio à queda histórica das vendas no mercado norte-americano.

O diretor para vendas da Chrysler, Steve Landry, afirmou que o braço financeiro da companhia mais do que quadruplicou o número de empréstimos que forneceu em fevereiro, para 30 mil. Em janeiro, o volume de empréstimos foi de 7 mil.

A unidade de financiamento da General Motors, a GMAC, recebeu US$ 6 bilhões em ajuda federal em dezembro. A montadora não disse se também vai buscar mais socorro financeiro para a unidade. A Chrysler quer obter mais US$ 5 bilhões em novos empréstimos até o fim deste mês. O Tesouro não disse formalmente se vai considerar o fornecimento de empréstimos adicionais à Chrysler Financial ou à GMAC. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.