Por Kevin Krolicki e Poornima Gupta DETROIT (Reuters) - A Chrysler está negociando com a montadora indiana Tata Motors e a italiana Fiat, no momento em que procura levantar capital e abrir as portas para mercados em grande expansão fora dos Estados Unidos, afirmaram pessoas ligadas ao tema nesta quarta-feira.

Chrysler, a terceira maior montadora dos Estados Unidos, é controlada pela empresas privada Cerberus Capital Management. A Chrysler está discutindo com a Tata sobre acordos para vender o seu Jeep Wrangler na Índia e possivelmente em outros mercados asiáticos, segundos fontes.

Paralelamente, a Chrysler tem conversado com a Fiat sobre alugar sua capacidade de produção norte-americana e uma cooperação sobre a distribuição final no mercado norte-americano, afirmaram fontes.

Tal acordo poderia permitir à Fiat levar em frente o seu plano de voltar ao maior mercado automobilístico do mundo, enquanto permite à Chrysler cortar gastos em um momento que enfrenta uma desaceleração das vendas e um crescente pressão para levantar capital.

Um porta-voz da Chrysler não quis confirmar as conversações. Representantes da Tata não estavam disponíveis para comentar o assunto. Representantes da Fiat não foram encontrados imediatamente.

Gerry Meyers, professor da faculdade de economia da Universidade de Michigan e presidente-executivo da American Motors quando possuía a Jeep nos anos 1980, afirmou que está claro que a Chrysler precisa de parceiros internacionais.

'Na minha mente, eles estão claramente passando por dificuldades financeiras. Pode até mesmo ser uma dificuldade de liquidez. Existem diversas questões pairando sobre por quanto tempo a Chrylser pode continuar com problemas como este', disse.

Ele acrescentou que as pressões abrem uma porta à Chrysler para um parceiro em um mercado emergente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.