Washington, 2 fev (EFE).- O Grupo Chrysler e General Motors estão oferecendo aos funcionários de fábricas demissões incentivadas para poder substituí-los por novos empregados que receberão a metade de seus salários, em uma tentativa de cortar gastos.

O jornal "The Detroit News" informou hoje que fontes sindicais confirmaram a oferta aos trabalhadores da Chrysler.

Segundo as fontes, a oferta para os que deixarem o emprego, em vigor até 25 de fevereiro, é de US$ 50 mil em dinheiro e um vale no valor de US$ 25 mil para a compra de um veículo do Grupo Chrysler.

Em 2007, as três grandes montadoras americanas (General Motors, Ford e Chrysler) negociaram um novo acordo coletivo com o sindicato United Auto Workers (UAW) pelo qual podem pagar a novos empregados a metade do salário que recebem os contratados antes dessa data.

A imprensa local destacou ainda que a GM começou hoje a fazer uma oferta similar à da Chrysler entre seus trabalhadores de fábricas.

No caso da GM, a oferta para os que deixarem voluntariamente os trabalhos é de US$ 20 mil em dinheiro e um vale de US$ 25 mil para a compra de um veículo. EFE jcr/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.