Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Chrysler começa a se articular para possível moratória

Toronto (Canadá), 5 dez (EFE).- A montadora Chrysler contratou, há várias semanas, os serviços de uma firma legal especializada em suspensão de pagamentos, assegura hoje o Wall Street Journal em seu site.

EFE |

Se confirmada a informação, a contratação da Jones Day seria o sinal mais claro até o momento de que Chrysler estaria planejando a moratória caso não consiga a ajuda econômica pedida ao Governo.

Jones Day é um destacado escritório de advogados com representações em várias cidades de América do Norte, Europa e Ásia.

Desde 2006, Jones Day foi a firma encarregada de representar a fabricante de peças para o setor do automóvel Dana Corporation, durante sua moratória e reorganização.

O presidente da Chrysler, Bob Nardelli, afirmou hoje durante seu comparecimento no Congresso americano que solicitou ajuda financeira ao fundo de investimentos Cerberus, que possui 80,1% da companhia, mas que não conseguiu dinheiro suficiente para sair da crise.

As "Três Grandes de Detroit", General Motors (GM), Ford e Chrysler, pediram de novo esta semana ao Congresso dos EUA US$ 34 bilhões em empréstimos e linhas de crédito para evitar a quebra e continuar seus planos de reforma. EFE jcr/rr

Leia tudo sobre: montadoras nos eua

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG