Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Chineses confirmam que Vale reajustou preço do minério

Um representante da Associação do Minério de Ferro e do Aço da China, que não quis se identificar, confirmou à agência Dow Jones que a Vale aumentou os preços do minério para as siderúrgicas chinesas em 20%. O representante disse ainda que o reajuste violou seriamente o contrato de fornecimento anual assinado em fevereiro.

Agência Estado |

"A Associação está avaliando a situação", afirmou.

Em fevereiro, a Baosteel, controladora da Baoshan Iron & Steel, maior produtora de aço da China, fechou acordo com a Vale para um reajuste de 65% no preço do minério fino do Sistema Sul e de 71% para o minério de Carajás, com efeito a partir de 1º de abril.

A Vale teria informado o novo reajuste por meio de um comunicado transmitido por fax aos seus clientes chineses. De acordo com o comunicado, os preços do minério vendido às siderúrgicas chinesas passariam a ficar em linha com os do produto fornecido à Europa. Os preços do minério da Vale na Europa são cerca de 20% mais altos do que na China, disse um executivo do setor siderúrgico chinês.

Segundo o executivo, o reajuste tem efeito para o minério concentrado fornecido desde 1º de abril e para o minério sinterizado entregue desde 1º de setembro. A divisão da Vale na China não estava disponível para comentar a informação. Ontem, a Vale divulgou comunicado no Brasil desmentindo o reajuste.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG