Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Chinaglia quer que Mantega defenda Fundo Soberano na Câmara

O presidente da Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), quer que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, converse pessoalmente com os líderes partidários em busca de um consenso sobre a aprovação do projeto que cria Fundo Soberano. A vinda de Mantega à Câmara pode ocorrer já nos próximos dias, garante o presidente.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

 

Antes de passar para a votação do projeto sobre o Fundo Soberano, o plenário precisa votar três Medidas Provisórias que trancam os trabalhos. E uma delas, a MP 436, que adia a vigência das novas regras de tributação para os produtores regionais das chamadas "bebidas frias" (cerveja, refrigerante e água), não é consensual entre governo e oposição ¿ o que pode atrasar a votação do Fundo Soberano, que tramita com urgência constitucional vencida desde 15 de setembro e também tranca a pauta de votações.

A discussão do Fundo Soberano sobre a proposta inicial do governo trouxe manifestações de concordância e de discordância entre os parlamentares. Por isso eu quero convidar o ministro para o diálogo, para passar a limpo a proposta, disse Chinaglia.

O presidente da Câmara não adiantou se haverá cortes no Orçamento de 2009, mas defendeu a revisão de despesas que não contribuam para estimular o mercado interno e a rápida aprovação da Reforma Tributária como forma de blindar o Brasil da crise financeira internacional.

Ouvi dizer que o presidente disse que a reforma é um dos dois itens prioritários. Se o governo se empenhar de fato e a base aliada também Da nossa parte, já queríamos isso, só não o fizemos por causa das MPs e depois do recesso das eleições, afirmou.

Leia mais sobre fundo soberano

Leia tudo sobre: fundo soberano

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG