Tamanho do texto

BRASÍLIA - O presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP), comemorou hoje a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de proibir o nepotismo no Legislativo, Executivo e Judiciário. Chinaglia lembrou que chegou a sugerir a inclusão de projeto que trata do assunto entre as propostas prioritárias para votação na Casa nas últimas semanas, mas, por falta de consenso, a idéia foi descartada.

Algumas bancadas achavam que não dava para votar, disse. Cumprimento o Supremo pela proibição, mas não foi falta de vislumbro da nossa parte, completou.

Na sessão de ontem, os ministros do STF confirmaram a proibição do nepotismo no Poder Judiciário e decidiram editar uma súmula vinculante estendendo a medida ao Executivo e ao Legislativo. A súmula deve ser editada na sessão de hoje à tarde.

(Agência Brasil)