Tamanho do texto

O presidente do Banco do Povo da China (o banco central chinês), Zhou Xiaochuan, confirmou o acordo de swap cambial com a Argentina e não descartou a possibilidade de um acordo semelhante com o Brasil, desde que seja requisitado. A China e a Argentina fecharam ontem acordo de 70 bilhões de yuans para que o país latino-americano possa pagar pelas importações chinesas em yuan.

Zhou afirmou que esse tipo de acordo é novo e que a conclusão de outros leva tempo e é necessário que haja requisição do país. "Temos acordos de swap com nossos vizinhos e agora fomos um pouco mais longe."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.