SÃO PAULO - A três dias do início dos Jogos Olímpicos em Pequim, o governo chinês reforçou a segurança. Ontem, um atentado em Xinjiang, região muçulmana do noroeste da China, resultou na morte de 16 policiais. Outras 20 pessoas ficaram feridas.

Nesta terça-feira, dois jornalistas japoneses foram detidos e agredidos por policiais chineses, gerando duros protestos do governo do Japão. Mais tarde, autoridades chinesas pediram desculpas pelo incidente.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.