Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

China reclama de protecionismo argentino

Medidas protecionistas adotadas pela Argentina contra a "invasão" chinesa azedaram a relação entre os dois países. Em retaliação, a China está adotando medidas de controle de qualidade que dificultam a entrada no país do óleo de soja, principal item de exportação da Argentina para a China.

AE |

Medidas protecionistas adotadas pela Argentina contra a "invasão" chinesa azedaram a relação entre os dois países. Em retaliação, a China está adotando medidas de controle de qualidade que dificultam a entrada no país do óleo de soja, principal item de exportação da Argentina para a China. O clima está tenso ao ponto de as autoridades chinesas dispensarem eufemismos. Para Xu Yingzhen, subsecretária geral da América e Oceania do Ministério do Comércio da China, a manutenção das políticas antidumping argentinas afastarão investimentos de empresas chinesas no país. "Essas medidas são contínuas: 64,8% de todas as medidas antidumping da América Latina e Caribe contra a China vêm da Argentina. Na nossa opinião, é uma situação totalmente anormal um país aplicar com tanta frequência medidas contra outro", diz. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG