SÃO PAULO - O governo da China anunciou que irá juntar as operações das duas empresas locais que fabricam aviões, a AVIC I e a AVIC II. O novo nome das empresas será China Aviation Industry Corporation Group (CAIC).

Segundo o governo, a intenção da fusão é concentrar esforços na área de fabricação de aeronaves e seguir os ambiciosos planos do país nessa indústria. A junção das companhias já havia sido postergada várias vezes neste ano. A AVIC I informou que a integração já está em curso, mas o início oficial das operações conjuntas só deve ocorrer em outubro.

Entre os planos da nova companhia está o desenvolvimento de uma aeronave "jumbo", para competir com os modelos 737 da Boeing e A320 da Airbus - embora a classificação "jumbo" se aplique a aeronaves muito maiores, como o 747. Esse novo avião deve ser desenvolvido, conforme a empresa, até 2020.

Além disso, a CAIC também irá tocar os atuais projetos das duas empresas originais, como o da aeronave regional ARJ21, atualmente em desenvolvimento pela AVIC I.

No total, a CAIC terá 14 setores em sua sede em Pequim, além de controlar 10 subsidiárias no país. Uma das unidades de negócios será a atual Commercial Aircraft Corporation of China, uma joint venture formada no início deste ano entre a AVIC I e a AVIC II para a produção de aeronaves comerciais de passageiros de grande porte.

"(José Sergio Osse | Valor Online)"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.