Países assinam acordos em áreas de navegação, construção e turismo

ATENAS - O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, chegou neste sábado a Atenas para uma visita de dois dias e disse esperar que os laços de seu país com a Grécia se expandam em todas as áreas.

Grécia e China prometeram num memorando de entendimentos estimular o investimento em empresas privadas, e assinaram uma série de pactos em áreas como navegação, construção e turismo, disse um funcionário próximo ao ministro de Investimentos, Harris Pamboukis.

A Grécia precisa do investimento estrangeiro para cumprir os termos de um resgate de 110 bilhões de euros (US$ 150 bilhões), que a salvou da moratória em maio, mas obrigou o país a impor estritas medidas de austeridade que aprofundaram sua recessão.

"Estou convencido de que com minha visita à Grécia nossas relações bilaterais e cooperação em todas as esferas serão desenvolvidas ainda mais", disse Wen ao primeiro-ministro grego, George Papandreou.

"Nossos países, ambos históricos e modernos, devem fortalecer nossas relações em todos os setores, para avançar e superar as dificuldades presentes", disse Wen, falando através de um intérprete em declarações televisionadas.

Jiabao também disse que a China pretende comprar bônus emitidos pela Grécia.

"Com suas reservas estrangeiras, a China já comprou e pretende comprar novos bônus gregos", afirmou Wen a jornalistas, em declarações feitas através de um intérprete.

TELECOMUNICAÇÕES, TRANSPORTE MARÍTIMO

Segundo o funcionário do Ministério de Investimentos antes da chegada de Wen, o acordo não determina volumes específicos de investimento.

Durante a visita do premiê, empresas gregas e chinesas assinaram acordos em áreas como transporte marítimo, telecomunicações, turismo e construção.

(Ingrid Melander e Harry Papachristou)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.