Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

China manda empresa aérea parar de pagar combustível acima do preço

Xangai, 26 nov (EFE).- O Governo chinês ordenou que a companhia aérea China Eastern, a terceira do país asiático, pare de pagar contratos de cobertura de seu combustível desde 14 de novembro, fixado com preços acima dos atuais, operações com as quais poderia perder 4,7 bilhões de iuanes (US$ 688 milhões).

EFE |

O Governo afirmou que as ações da empresa poderiam receber um tratamento especial, já que os ativos líquidos da companhia aérea ficarão negativos este ano, informou o jornal "Shanghai Daily".

O secretário do Conselho da China Eastern, Luo Zhuping, disse que a situação ainda está sendo estudada pela companhia, mas não deu mais detalhes.

No terceiro trimestre do ano, a companhia aérea perdeu 270 milhões de iuanes (US$ 39 milhões) em contratos de cobertura.

A China Eastern tinha pedido anteriormente ao Conselho de Estado chinês uma injeção de capital que poderia chegar a 3 bilhões de iuanes (US$ 439 milhões) para superar uma crise que se arrasta há meses.

A companhia aérea registrou prejuízo de 2,3 bilhões de iuanes (US$ 341 milhões) entre julho e setembro e prevê mais perdas para o acumulado do ano.

Os preços do combustível para aviões caíram 62% desde julho, o que deixou as companhias aéreas com contratos de cobertura com valores maiores do que os atuais.

No final de semana, a Air China, maior companhia aérea do país, anunciou perdas em seus contratos de cobertura desde 31 de outubro no valor de 3,1 bilhões de iuanes (US$ 453 milhões).

Essa cifra é muito maior do que 1 bilhão de iuanes (US$ 146 milhões) perdidos nesses contratos no terceiro trimestre do ano.EFE trr/wr/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG