O governo da China comprou ações nos três principais bancos do país por 1,3 bilhão yuanes (190 milhões de dólares), com o objetivo de apoiar as cotações das instituições e estabilizar o mercado de valores, informa o jornal National Business Daily.

A entidade pública de investimentos Central Huijin Investment Co, presente nos grandes bancos públicos chineses, comprou ações nos últimos meses Industrial and Commercial Bank of China (860 milhões de yuanes), no China Construction Bank (277 milhões) e no Bank of China (185 milhões), acrescenta o jornal.

O Central Huijin foi protagonista na reforma do setor bancário chinês nos últimos anos, uma área que era marcada pela corrupção e por créditos duvidosos.

jqf/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.