A Comissão Regulatória Bancária da China impôs ontem novas restrições ao crédito, em mais um sinal da preocupação do governo com o risco de bolhas de ativos. Dessa vez, os bancos foram proibidos de fazer empréstimos a órgãos de investimento sem capital registrado que são apoiados por receita fiscal futura de governos locais, informou o jornal estatal Shanghai Securities News.

As instituições de poupança também foram proibidas de financiar a compra de terrenos das incorporadoras imobiliárias. A comissão ainda determinou que os bancos sejam mais rigorosos na análise de crédito.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.