PEQUIM (Reuters) - A China afirmou que o site de buscas norte-americano Google violou uma promessa em escrito e está completamente errado em pôr fim à autocensura de sua página chinesa www.google.cn, sinalizando uma resposta linha-dura na disputa. Uma autoridade do Gabinete de Informação do Conselho Estatal da China, que ajuda a vigiar as regras de Internet do país, fez os comentários após o Google começar a redirecionar usuários chineses ao site de Hong Kong.

Seus comentários sugerem que o Google deve esperar problemas com as autoridades chinesas, mais de dois meses depois de ter anunciado que não iria mais aceitar autocensurar seu site chinês e que foi atacado por hackers chineses.

"O Google violou uma promessa escrita feita ao entrar no mercado chinês", disse a autoridade, segundo informações da agência de notícias estatal Chinese News Service.

(Reportagem de Chris Buckley)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.