Tamanho do texto

A China pode ter absoluta confiança na economia americana, disse o presidente americano, Barack Obama, depois que o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, manifestou preocupações pelos investimentos chineses nos Estados Unidos.

"Não somente o governo chinês, mas qualquer investidor pode ter absoluta confiança na solidez dos investimentos nos Estados Unidos", disse Obama, depois de se reunir com o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva na Casa Branca.

"Há um motivo que explica que, em meio a esta crise econômica, tenhamos visto aumentar os fluxos de investimentos nos Estados Unidos", disse Obama. "Acredito que é um reconhecimento de que a estabilidade de nosso sistema econômico e político é extraordinária", completou.

O premiê chinês disse a jornalistas na sexta-feira que estava preocupado com os investimentos multimilionários da China nos Estados Unidos, em meio a esta crise global.

"Emprestamos muito dinheiro aos Estados Unidos. Claro que estamos preocupados com a segurança de nossos ativos", disse Wen na tradicional entrevista à imprensa organizada no último dia da sessão parlamentar em Pequim.

"Para ser sincero, estou um pouco preocupado. Por isso, queria pedir aos EUA que cumpram com sua palavra a preservem a segurança dos ativos chineses", acrescentou.

Wen destacou que seu país é "o maior credor dos Estados Unidos".

"Os Estados Unidos são também a maior economia mundial, prestamos grande atenção no desenvolvimento econômico dos Estados Unidos", acrescentou, declarando que confia na série de medidas econômicas adotadas pelo novo Governo do presidente Obama para combater a crise financeira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.