Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

China e EUA concordam injetar US$ 20 bi para impulsionar comércio

SÃO PAULO - A China e os Estados Unidos concordaram injetar US$ 20 bilhões para estimular o comércio bilateral e internacional em um momento de crise. O anúncio foi feito pelo secretário do Tesouro americano, Henry Paulson, ao fim de dois dias do encontro Diálogo Econômico Estratégico EUA-China ocorrido em Pequim.

Valor Online |

Pelo que ficou acertado, os bancos de importação e exportação dos governos americano e chinês irão oferecer o crédito.

"A fim de apoiar o fluxo comercial neste período de turbulência financeira, os Estados Unidos e a China anunciaram hoje que nossos dois bancos de exportação-importação irão tornar disponíveis US$ 20 bilhões adicionais para financiar o comércio exterior, particularmente a importadores com bom histórico de crédito em economias em desenvolvimento", destacou Paulson.

Ele descreveu o diálogo mantido em Pequim como produtivo e disse que ambas partes tiveram um sólido debate sobre o tumulto recente no mercado financeiro e sobre o desaquecimento econômico. Acrescentou que os Estados Unidos e a China estão comprometidos em fortalecer a economia global.

O vice-premiê chinês Wang Qishan sustentou que americanos e chineses concordaram em fortalecer juntos a regulação financeira e ampliar o papel dos países em desenvolvimento nas instituições financeiras internacionais.

Foram acertados ainda o combate ao protecionismo comercial e a promoção ativa de uma rodada Doha bem-sucedida.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG