Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

China dá mais liberdade a bancos estrangeiros

Pequim, 10 jan (EFE).- O Governo chinês permitirá aos bancos estrangeiros financiar bônus corporativos e comerciá-los em seu mercado interbancário pela primeira vez, informou a Comissão Reguladora Bancária da China (CRBC).

EFE |

As entidades bancárias estrangeiras não precisarão da aprovação da CRBC para fazer essas operações, embora terão que informar sobre elas ao regulador, informa hoje o diário "South China Morning Post".

Até agora, os bancos estrangeiros só podiam comerciar com bônus do banco central ou emitidos por algumas instituições financeiras estatais.

No final do ano passado, os únicos seis bancos estrangeiros com acesso aos mercados de capitais da China eram Credit Suisse, Goldman Sachs, UBS, CLSA Ásia-Pacific Markets, Morgan Stanley e Deutsche Bank.

Os bancos estrangeiros tinham, no final do dezembro passado, bônus no valor de 116,8 bilhões de iuanes (US$ 17,085 bilhões), o que representa uma alta anualizada de 23%, mas que então só representavam 1% do mercado interbancário chinês, segundo dados oficiais citados pelo jornal. EFE trr/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG