China garantiu aos Estados Unidos que não conterá as exportações de minerais de terras raras

A China garantiu aos Estados Unidos que não conterá as exportações de minerais de terras raras, mas as duas nações não pareciam ter progredido nas disputas sobre a Coreia do Norte e questões territoriais.

Em uma cúpula regional em Hanói, a secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, disse estar satisfeita com a posição da China sobre os minerais, que são vitais para produtos de alta tecnologia, mas disse que o mundo precisa encontrar outros fornecedores.

"Apesar de estarmos satisfeitos com o esclarecimento recebido do governo chinês, nós ainda achamos que o mundo como um todo precisa encontrar alternativas", declarou Hillary depois de se reunir com o ministro do Exterior chinês, Yang Jiechi.

Os EUA se incomodaram com a decisão da China de reduzir as quotas de exportação de minerais raros e de cortar os embarques ao Japão, com quem os chineses estão envolvidos em um disputa territorial por ilhas no Mar da China Oriental.

Embora as autoridades chinesas tenham dito que não explorarão os minerais usados em lasers, supercondutores, computadores e outros eletrônicos, os preços dispararam e as empresas estão correndo para encontrar outros fornecedores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.