Tamanho do texto

A China começará, de forma experimental, a pagar na sua moeda, o iuane, os intercâmbios comerciais de certas regiões com alguns países vizinhos, anunciou o jornal oficial China Daily nesta quinta-feira.

Até agora, o comércio exterior chinês era realizado em euros, ou dólares, mas a China está preocupada com as possíveis flutuações da moeda americana.

O novo programa piloto foi decidido na quarta, em uma reunião do governo, e é o "primeiro passo para a transformação do iuane em uma moeda internacional", destacou o jornal, publicado em inglês.

Por enquanto, o pagamento em iuanes será aplicado apenas às trocas entre duas das principais regiões industriais: o delta do rio Yangtze e do rio Zhujiang, Hong Kong e Macau.

Duas províncias do sul e do sudoeste, as de Guangxi e Yunnan, também terão direito a se servir do iuane para comercializar com os membros da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean) - Indonésia, Malásia, Filipinas, Cingapura, Tailândia, Brunei, Vietnã, Laos, Mianmar e Camboja.

jg/tt