PEQUIM - A China vai aumentar neste ano o subsídio mensal que paga aos chineses mais pobres, segundo relatou a agência de notícias Xinhua neste domingo, citando comentários do ministro das Finanças. A inflação do ano passado elevou o custo dos alimentos, prejudicando principalmente as pessoas mais carentes. O subsídio mínimo vai aumentar em 15 iuans (2,20 dólares) nas cidades e em 10 iuans na zona rural, de acordo com a Xinhua.

Em Pequim, a renda de quem recebe o auxílio pode passar a ser 410 iuans por mês. No campo, pode chegar a 170 iuans.

(Lucy Hornby)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.