Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

China aumenta meta de energia nuclear em 2020 para 5%

Pequim, 4 fev (EFE).- Segundo maior país do mundo em consumo de energia, a China, pretende ampliar sua capacidade nuclear até que ele represente 5% do consumo total em 2020, um ponto percentual superior ao objetivo previsto que era até agora, segundo informou hoje o jornal oficial China Daily.

EFE |

A meta inicial era alcançar os 40 gigawatts de capacidade nessa data, com a qual se poderia abastecer um país como a Espanha, por exemplo, e que representaria 4% do consumo da China.

No entanto, segundo a última revisão do plano energético de 2006, a capacidade instalada pode chegar até 70 gigavwatts.

Segundo outro jornal, "21st Century Business Herald", a decisão espera a aprovação formal do Conselho de Estado.

Nos próximos três anos serão construídas oito novas usinas nucleares com um total de 16 reatores com uma capacidade instalada somada de dez gigawatts, segundo a Administração Nacional de Energia.

Já existem11 reatores nucleares em operação, que juntos têm capacidade de nova gigawatts, equivalentes a 2% da demanda de energia na terceira economia do planeta -que segue dependendo do carvão.

Ao mesmo tempo, o Governo investirá 580 bilhões de iuanes (US$ 84,8 bilhões) no setor da energia este ano, segundo a Televisão Central da China (CFTV). EFE mz/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG