Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

China anuncia medidas para aumentar exportação do setor têxtil

Pequim, 21 out (EFE) - O Ministério das Finanças da China anunciou hoje que aumentará as devoluções fiscais a empresas do setor de roupa e têxtil que exportem seus produtos, uma medida para enfrentar a crise financeira.

EFE |

O site do ministério anunciou que, em alguns produtos, a devolução passará de 1% para 14%.

A medida procura "fazer frente à redução da demanda no mercado, à valorização do iuane (moeda chinesa) e ao aumento de custos de produção".

Fatores como a crise financeira mundial, a força da moeda chinesa ou o aumento de preços das matérias-primas diminuíram a procura por produtos chineses por parte dos principais parceiros comerciais da China, a União Européia (UE) e os Estados Unidos.

Isto já começou a ser notado na economia chinesa, que, no trimestre passado, cresceu "só" 9%, seu menor número em cinco anos.

Pouco após a divulgação desses dados, o Governo chinês anunciou na segunda-feira que adotaria medidas para promover a exportação, apesar de, no passado, ter tentado que a economia tivesse como base menos a venda ao exterior e mais a recepção de investimentos ou o consumo interno. EFE abc/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG