Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

China ameaça denunciar a Índia à OMC por importação de brinquedos

A China estuda recorrer à Organização Mundial do Comércio (OMC) contra a decisão da Índia de impor restrições à importação de brinquedos chineses, informou nesta quarta-feira a imprensa oficial em Pequim.

AFP |

O caso afeta o faturamento chinês em 250 milhões de dólares e mostra que a China está decidida a recorrer mais vezes à OMC, num momento em que as restrições de crédito ocasionadas pela crise financeira provocam um aumento de medidas protecionistas, assegura o jornal China Daily.

"As restrições são insustentáveis. Se o governo chinês apela para o Órgão de Solução de Diferenças da OMC, a Índia está condenada a perder", afirmou Fu Donghui, de um escritório de advogados, citado pelo jornal estatal chinês de língua inglesa.

A Índia proibiu em 23 de janeiro a importação de brinquedos chineses por um período de seis meses, numa aparente tentativa de proteger os fabricantes locais de uma concorrência de produtos mais baratos.

Segundo a All India Toy Manufacturers Association, o sindicato dos fabricantes indianos, os brinquedos chineses representam mais da metade do mercado local, estimado em 2007 em 25 bilhões de rúpias (500 milhões de dólares).

A China pode adotar medidas similares contra a decisão européia de impor tarifas de 85% às importações de parafusos chineses, assinala o China Daily.

ph/cn/fp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG